Juno de Câncer

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Juno de Câncer

Mensagem por Oxford de Sirene em 31/7/2010, 17:55

Nome: Juno
Apelido: Destruidor de sonhos
Raça: Lemuriano
Idade: 22
Sexo: Masculino
Local de Nascimento: Itália
Local de Treinamento: Grécia
Armadura: Câncer

Personalidade
Juno é um cavaleiro de aparência calma e tranqüila, não possui forte apego a sentimentos, pois durante seu duro treinamento foi privado deles para não ter pontos fracos diante do inimigo, sendo capaz de criar amizades e matar até os próprios amigos se julgar necessário. O guerreiro têm um senso próprio de justiça, agindo muitas vezes por conta própria e detesta receber ordens, quando entra em batalha costuma ser sarcástico e irritar seu oponente com palavras, comentários e piadas provocativas.

Aspectos Físicos:
Juno é um lemuriano e por isso tem duas pintas redondas, vermelhas e pequenas na testa além de não possuir sobrancelhas, tem olhos azuis profundos, um azul que ora pode parecer calmo como céu, outrora, quando se irrita, pode parecer ameaçador como uma tempestade oceânica, seus cabelos são loiros e longos, suas madeixas tem um brilho reluzente que combina junto a armadura de câncer chamando a atenção das garotas para a beleza deste cavaleiro. Seu corpo é musculoso e magro, porém o forte deste guerreiro não é o combate corpo-a-corpo sendo que foi treinado com técnicas ligadas basicamente ao cosmo e pode inclusive lançar alguns golpes sem que faça movimentos.

História
Filho de um casal de lemurianos que saíram de Jamiel e se estabeleceram na Itália, Juno nasceu no ano de 1988 na cidade de Verona na região de Vêneto na Itália. Logo após seu nascimento seus pais foram assassinados misteriosamente na cabana em que viviam e nada se sabe sobre o assunto, sendo assim Juno foi criado junto a Iolaus, um garoto 2 anos mais velho, forte, loiro de olhos escuros cujo os pais decidiram adotar o garoto após encontrá-lo desacordado na rua após a morte de seus pais.
Iolaus cresceu enciumado com o irmão mais novo, os dois viviam brigando por “coisinhas” e por ser um pouco mais velho quase sempre Iolaus batia em Juno que nada podia fazer. Quando seu irmão completou 12 anos, os pais de Iolaus e pais de criação de Juno morrem em um acidente automobilístico e com vontade de viver e lutar ambos tomam conhecimento sobre o santuário de Athena localizado na Grécia e decidem se tornar cavaleiros, mas para isso precisariam chegar ao país dos santos guerreiros, então, eles se separam e cada um busca individualmente sua forma sobrevivência e de como ir até a Grécia.
Juno aos dez anos de idade se via sozinho no mundo, sem família, sem ninguém, com isso ele começa a fazer pequenos trabalhos para juntar algum dinheiro e em seis meses conquista a amizade de um velho senhor que lhe da carona até o país desejado e logo que chega fica perdido, não sabe por onde andar na Grécia e acaba por pedir esmolas para conseguir se manter vivo até que em uma noite enquanto dormia na rua coberto por um velho cobertor encontrado no lixo, ele conhece um rapaz de 27 anos muito gentil, alto, cabelos brancos, curtos e com uma mascara escondendo seu rosto que lhe oferece moradia e incrivelmente o leva para o santuário, local que tanto desejava chegar.
O rapaz se revela como um guerreiro do santuário que não traja armadura, apenas usa a mascara para preservar sua identidade e treina outros guerreiros para que esses possam se tornar cavaleiros defensores de Athena um dia.
Juno treina por 10 anos sem ter conhecimento do nome daquela pessoa que o adotou no momento mais difícil de sua vida e apenas o chama de mestre, após todo este tempo seu talento é reconhecido e é indicado como possível sucessor para trajar a armadura de câncer além de aprender sobre conserto e reparo de armaduras.
Mais três anos de treinamento se passam e Juno que havia, agora tendo controle total de seu cosmo, uma velocidade invejável no santuário e poderosos golpes é chamado pelo grande mestre em seu salão e agora o aspirante teria de subir todas as longas escadarias que ficam entre as doze casas zodiacais para finalmente descobrir o porque desta convocação.
Assim que chega ao salão Juno é atacado pelo seu mestre aparentemente sem motivo, assustado por tamanha surpresa o jovem revida os ataques mas acaba ficando confuso e passa a somente se defender, com o tempo, seu corpo começa a cansar da violência dos golpes físicos de seu mestre e então levantando a cabeça esquece de qualquer sentimento e aplica um golpe fatal no peito daquela pessoa que ele tinha como um pai, o mestre se levanta do trono e diz que ele passou no ultimo teste e que sua força e determinação fizeram de Juno o sucessor perfeito para trajar a sagrada armadura de ouro de câncer.

Nivel: 1
Experiência: 0/100

Golpes:
Spirit Bomb (Bomba de Espíritos)
O cavaleiro conjura almas e espíritos para o campo de batalha sem fazer algum movimento sequer e usa essas almas conjuradas como “pólvora” para realizar esta técnica, fazendo com que elas explodam. Seu poder é devastador sendo considerado o golpe mais forte do cavaleiro. A explosão envolve a área máxima acertando tudo que estiver contida nela, menos o usuário. Alvos que saiam vivos da explosão sofrerão um efeito agonizante de atordoamento, impossibilitando-os de realizar algumas ações.

Variação - Supirittsu no mezame (Despertar dos Espíritos)
O cavaleiro de câncer conjura espíritos dos mortos para o campo de batalha sem fazer movimentos físicos, mas ao invés de usá-los para ataque, o cavaleiro ordena que os espíritos entrelacem no inimigo causando-lhe, um estado de paralisia. Almas que passam por seu corpo vão levando parte de seu vigor com elas causando um aumento de dano de 20% nos golpes desferidos enquanto a técnica estiver ativa. Os espíritos permanecem presos ao inimigo durante algum tempo, possibilitando ao cavaleiro atacar o alvo paralisado.

Uzu no shōmetsu (Vórtice da Aniquilação)
Com a compressão de seu cosmo entre suas mãos, o cavaleiro de câncer abre um portal dimensional para a extinção. Como um buraco negro, o pequeno portal absorve todo cosmo lançado a sua frente obliterando assim técnicas ofensivas dos inimigos. Sua força é tão poderosa que o cavaleiro só consegue usá-lo pra este fim, tornando-a uma técnica de defesa. O vórtice pode permanecer aberto durante 1 turno tende que ser fechado para evitar um possível colapso no espaço.

Tsume shureddā (Garras Retalhadoras)
Imitando um movimento de corte com seus braços o cavaleiro lança uma rajada cortante de ar contra o inimigo. A rajada é tão poderosa que alguns dizem ser próxima do poder de corte da Excalibur. O cavaleiro de câncer usa está técnica para despedaçar os inimigos antes que eles possam fazê-lo com ele. O cavaleiro a desenvolveu inspirado nas pinças do caranguejo de sua constelação.

Habilidade:
Jigen ryokō (Viagem Dimensional)
O cavaleiro de Câncer tem uma grande afinidade com a entrada para o mundo dos mortos, Yomotsu Hirasaka, podendo transportar a si e a quem estiver a sua volta para aquele lugar. Em Yomotsu Hirasaka o cavaleiro ganha uma blindagem maior, devido a proteção espiritual que possui, lhe conferido poder para reduzir danos de golpes usados contra ele em 50%. Além disso os golpes relacionados a espiritos ganham um aumento de dano devido ao grande numero deles no local, o ganho fica a cargo do narrador.

Status do Personagem(Cada player tem 500 pontos para distribuir!)

HP: 200
Stamina: 100
Cósmo: 200

Interpretação

Prólogo
Italia, belo país conhecido por lindas cidades como Roma, Veneza, Milão e seus maravilhosos monumentos, lá nasceu Juno um jovem guerreiro que treinou diversos anos para atingir na vida o seu objetivo principal: Tornar se cavaleiro de Athena.
Os cavaleiros de Athena tem como seu principal cenário a Grécia, um país próximo ali no continente europeu e no santuário, que é protegido pela Deusa Athena foi onde Juno insistiu com muita perseverança para entrar em um grupo pequeno, mas um grupo vencedor e difícil de ser batido, a classe mais alta dentre os guerreiros que lutam bravamente ao lado de Athena: Os cavaleiros de ouro.

Após a conquista da armadura de seu signo, Juno passa a defender a quarta casa zodiacal, a qual é representada pela constelação de Câncer, uma casa que tem um toque sombrio e sempre causa medo em quem tenta atravessá-la. O novo guerreiro estava ali sentado, em uma fria noite de Dezembro pensando em seu futuro promissor como cavaleiro, quando de repente recebe um chamado do Mestre através de um cavaleiro de prata.
- Cavaleiro de Câncer, o mestre está convocando você para subir até seu salão ao final das doze casas do zodíaco para conversar algo muito importante e pediu que eu viesse até aqui chamá-lo.
- Obrigado Reon de Altar! Já estou indo para lá encontrá-lo.
O cavaleiro de ouro sai o mais depressa que pode da casa de câncer e corre pelas escadarias do santuário passando por todas as casas zodiacais uma a uma, pois esta seria a única forma de travessia visto que a Deusa Athena criou uma proteção que impede que isto seja diferente até mesmo para os cavaleiros dotados de teletransporte.
Após alguns minutos de uma exaustiva caminhada subindo a longa escadaria que ali existe, o cavaleiro chega até o salão, um local muito bonito, alto, construído com alto grau de requinte para abrigar o grande mestre, pessoa que dedica sua vida inteira a Athena e comanda todo o seu exército, além de ser o responsável de cuidar da Deusa quando esta surge ao lado de sua estátua em forma de bebê. As portas do salão estavam abertas e um longo tapete vermelho esperava a chegada do defensor da quarta casa, Juno entra e caminha até o trono do grande mestre, que lá estava sentado com seu elmo escondendo seu rosto, sendo impossível revelar sua identidade. O cavaleiro se ajoelha em sinal de respeito e fala com o mestre:
- Mestre, sou Juno de Câncer, fui avisado pelo cavaleiro de Altar que vossa senhoria desejava minha presença aqui para uma conversa.
Com a cabeça baixa e voz branda, Juno se apresentava esperando que o mestre lhe disesse logo o porque da convocação, mas o mestre permanece imóvel, parecendo até fingir que nada estava acontecendo e nem ao menos ouvidos havia dado ao cavaleiro de câncer, quando de repente após alguns minutos sem palavras ele resolve dizer:
- Caro cavaleiro de câncer, tenho noticias de que sua terra natal é a Itália, um país aqui próximo... Estou certo?
- Sim mestre, sou nascido em Verona na região de Vêneto, no que posso ajudar?
- Fui informado de que alguns cavaleiros que patrulhavam no local em missão começaram a agir de forma estranha, tendo inclusive atacado alguns moradores. Preciso que você vá até Milão e procure esses cavaleiros. Quando achá-los quero que descubra o que está acontecendo e traga todos de volta imediatamente. Conto com você!
Juno, olha para o grande mestre com a aparência de quem compreendeu perfeitamente o que lhe foi proposto, então ele se levanta vira as costas e vai deixando o salão rumo a Itália para resolver os problemas e cumprir a sua missão, Juno deixa o santuário e utiliza-se do tele-transporte para viajar.
Milão, Itália, capital da região da Lombardia, cidade de extrema importância mundial, logo que chega Juno parece pressentir algo de anormal no local, os moradores parecem temerosos e um cosmo hostil e maligno era percebido por câncer.
- Olá cavaleiro de câncer!
Um cavaleiro trajando uma armadura conhecida de Juno surge em meio aos destroços de uma casa no centro da cidade, esse guerreiro parecia tomado por uma aura negra que ficava em sua volta o tempo todo.
- O que faz aqui? Quem é você?
- Ora! Não me reconhece mais? Não acredito que você tenha se esquecido da nossa infância, tempo em que brigávamos pelas mais inúteis coisas...
- O que?! Não creio v...você...
- Sim! Sou Iolaus de Hércules! Agora que se lembra que tal sofrer um pouco? Poder supremo de Hércules!
O cavaleiro de câncer ainda confuso e sem entender é lançado para longe, mas nada sofre de mais sério. Juno observa atentamente e notando na armadura de Iolaus, logo manda uma pergunta:
- A armadura de Hércules pertence a Athena! Você havia deixado a Itália para tentar tornar-se cavaleiro assim como eu, porém como é mais velho conseguiu o feito antes de mim, o mestre me disse que te mandou em missão junto de outros guerreiros, onde eles estão e porque você está lutando contra um companheiro de guerra?!
- Hahaha, tolo! Meus companheiros estão todos mortos!
- O que você esta dizendo?!
- Isso mesmo que acabou de ouvir idiota! Todos foram mortos e eu foi quem teve o prazer de dizimá-los um a um!
- Você é um ser repugnante! Não é digno da armadura que veste! Como pode agir contra Athena?
- Pare de me questionar e lute como um homem seu imbecil! Poder supremo de Hércules!
Ao lançar o golpe, Iolaus é surpreendido com um buraco negro que suga o golpe que foi lançado:
- Hércules, eu te dei a chance de sair vivo e você age desta forma contra mim? Graças ao meu Uzu no shōmetsu seu golpe foi engolido completamente, morra!
Câncer vem se aproximando de forma rápida em direção de Iolaus que nada pode fazer:
- Tsume shureddā! Garras Retalhadoras!
A aplicação do golpe que se compara a excalibur na eficácia parte em dois o cavaleiro de prata, matando-o rapidamente sem que tivesse chances, após a morte Juno observa o brilho escuro e vê o corpo de seu colega desaparecer, então tudo fica mais claro agora:
- Pobre Iolaus, veio em missão no nome de Athena e agora noto que foi morto e em seguida ressuscitado por Hades, é, os espectros já começaram a atacar e além de matar defensores de Athena, ainda fazem com que esses ressuscitem e matem os outros que jamais imaginariam que o amigo estaria a serviço de Hades. Preciso informar rapidamente o mestre!

Legenda
Aa – Narração
Aa – Reon
Aa – Juno
Aa – Grande Mestre
Aa – Iolaus

Oxford de Sirene
Coordenador
Coordenador

Masculino
Número de Mensagens : 128
Hobbies: : Variados
Humor Atual: :
Warning Level: :
0 / 1000 / 100


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum