Um pouco do passado...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um pouco do passado...

Mensagem por The Boss em 24/6/2011, 22:09

As Grandes Guerras

No início do ano de 1900, após quase dois séculos de tormentas e maldições recaídas sobre a vida humana alguns dos sábios Atlantes, a fim de pacificar a terra, ajudaram os homens a reerguer sua sociedade, revendo seus conceitos e suas tecnologias. Esses pensadores não tiveram boa aceitação entre seus irmãos, mas foram deixados livres para agir como quisessem.

Eles elevaram-se as terras e ensinaram aos homens os conhecimentos que estes haviam perdido no tempo. Reergueram após alguns anos Roma, Veneza, Londres, Paris e inúmeras outras cidades usando o conhecimento de Engenharia dos Atlantes.

Então quando chegaram à Munique foram recebidos por sete anciões, ditos príncipes pelo povo; não se sabe ao certo, mas especula-se que eles eram Demônios encarnados em corpos humanos, para ser mais exato os sete príncipes dos demônios do inferno.

Eles chacinaram os sábios visionários, e sem seguida lançaram os corpos no oceano, berço dos Atlantes. Essa foi a declaração de guerra que esperava o Príncipe Regente, que por influencia de seu irmão mais próximo havia decidido não destruir a raça humana definitivamente, pelo menos em nos momentos anteriores.

O exército dos mares dirigiu-se à superfície, porém encontrou em seu caminho os uma tecnologia capaz de reprimi-los. Fazendo-os guerrear de igual para igual por algum tempo contra os humanos. Até aquele ponto aquele embate nada mais era do que uma guerra étnica, mas O’Príncipe não estava disposto a prolongar o conflito e perder soldados importantes. Enviou então o Exército Marina; os cavaleiros sagrados de seu Pai, transformando então a guerra em uma missão sagrada de extermínio.

Nessa hora bravos guerreiros, que ouviram o chamado dos céus, ergueram-se reluzentes como estrelas e, portanto as armaduras de Athena lutaram pela humanidade. Eles impeliram os Marinas, e dez anos depois assinaram um tratado de paz com Nova Atlantes. No entanto esta paz duraria poucos anos.

É sabido que um homem, de nome Adolf, que se curvara aos Atlantes antes da guerra invadira o recluso palácio dos príncipes e teria levado consigo um artefato de grande importância aos Príncipes. O motivo estava na forma em que os Atlantes passaram a tratar os humanos que habitavam as utopias após o início da guerra. Cansado das humilhações e perseguições por parte da população Atlante, Adolf, o qual foi por muitos anos discípulo de um dos Generais do Exército Sagrado, aproveitou-se da confiança que detinha para praticar o sacrilégio já citado.

Enlouquecido pela audácia, Mennir, tomou em suas mãos os tratado de paz que fizera junto à Ordem de Athena, rasgando-o em milhões de pedaços. Por meio de um feitiço, o qual ligava a existência das duas cópias, o tratado que estava nas mãos de Mihkail tornou-se pó, trazendo preocupação ao então Cavaleiro de Capricórnio. Então no ano de 1940, os Marinas voltaram a terra com a força dos Príncipes. O sangue dos inocentes jorrou, enquanto Mennir e Galileu varreram o mundo em busca do artefato perdido... A guerra se alastrou por cinco anos, até que uma carta chegara às mãos do poderoso regente.

“Vossa Majestade,

Aquilo que procuras por meio da violência jamais será encontrado por vós, nem por qualquer ser, seja ele mortal ou imortal. De nada adiantará me procurar, pois minha vida será consumida em breve pela razão que o impossibilitará de ter aquilo que procuras...
Nada mais tenho a declarar meu antigo senhor...
Que os deuses se destruam e com eles seus filhos bastardos...
Viva a humanidade!”

O breve bilhete fora o suficiente para fazer o Príncipe Nereu recuar ao Mar, uma estratégia clara de alguém que perdeu o objetivo que tinha. Com as forças bastante reduzidas o Santuário de Athena não avançou ao mar, preferindo então reparar os estragos feitos pela guerra. E assim desde 1945, com o fim da última grande guerra, pequenos conflitos isolados, avanços tecnológicos surpreendentes, miséria crescente e chuvas intermináveis têm sido o cotidiano dos seres humanos que não se renderam ao Império dos Mares.


_______________________________________________
avatar
The Boss
Coordenador
Coordenador

Masculino
Áries Número de Mensagens : 201
Idade : 26
País : Brasil
Emprego/lazer : Estudante - Anime - Mangá
Hobbies: : Assistir episódios
Humor Atual: :
Personagem preferido: : Ikki de Fênix - Kagaho de Benu - Shion de Áries -El Cid de Capricórnio - Manigold de Câncer - Aspros de Gêmeos
Warning Level: :
0 / 1000 / 100


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um pouco do passado...

Mensagem por The Boss em 24/6/2011, 22:36

Memórias Perdidas...

A chuva de sangue

Interior da França - 1720

Lembro-me de estar nos verdes campos quando o céu fechou-se em negras nuvens trazendo-me à espinha um cálido arrepio. Gritei para que meus filhos entrassem em casa, pois a tormenta que se formava parecia forte, e vagamente recolhi as ferramentas do arado para que não estragassem ao relento. Então a chuva começou... Dentro de casa, sentado junto à lareira, olhei pela janela e notei algo estranho, algo que me fez derrubar o velho cachimbo de ébano dado a mim por meu pai... “Carmesim” as lágrimas do céu tomaram-se em vermelho e eu não entendia a razão. Levantei-me e fui até a porta. Quando abri vislumbrei o a face do terror; minhas terras, minhas plantação, estavam mortas, recobertas com o sangue dos céus... Ouvi os gritos de minha mulher e logo fui ao seu encontro; ela estava com as mãos encharcadas da vermelhidão, em pratos, com nossa filha morta em seus braços. Clamei aos céus, a Deus, aos deuses pagãos, mas nada veio em meu chamado e minha filha padeceu. Não tardou muito para que as rubras águas inundassem minha casa e um a um, morríamos tomados pela maldição do sangue celeste.




O levantar dos monstros

Londres, Inglaterra - 1750

A chuva negra que tomou Londres por trinta anos havia elevado o nível do rio Tamisa, e escurecido suas águas. Ainda me recordo de minha juventude quando nadei em suas águas calmas apenas para competir com os outros meninos qual era o mais rápido. Estamos ilhados e esta não é a nossa maior preocupação. Há alguns dias venho ouvido estranhos ruídos vindos das profundezas negras das águas. Não me atrevo a pensar no que seja, mas, alguma hora, nós precisaremos usar um pouco desta água maldita. “Vamos Elizabeth” disse aquele velho homem à sua filha, carregando uma cuia, partindo para próximo da escuridão. Fiquei de longe, próximo a uma parede em ruínas, observando aos dois... Quando o homem tocou as trevas com a cuia água tremeu; não sei dizer como ou o que fez aquilo, mas algo o puxou para o fundo, algo que não se mostrou para nós, acuou-nos para o centro da terra. Levei a criança comigo e tomei conta dela como se fosse minha filha...




O encontro com os Gigantes

Veneza, Itália – 1889

... Todos pasmaram quando a chuva cessou e o mar abriu-se para a chegada daqueles seres gigantes. Todos, sem exceção, tinham no mínimo dois metros e meio de altura; suas peles eram pálidas e em suas faces exibiam a superioridade de seu intelecto... Malditos! Eles se apresentaram cordialmente em meio a nossa desgraça, apresentando a salvação pela obediência a seu Pai, Poseidon, o Senhor dos Mares. Ainda pude ouvir o estalido de um mosquete, quando dei por perceber o sangue azul que jorrara do corpo daquele gigante. Um erro tremendo daquele que atirou... Aqueles que vieram primeiro eram pacíficos. Levaram aqueles que queriam a dita “salvação”... Os que o sucederam lançaram em nós sua ira e destruíram tudo, tudo, todos...

_______________________________________________
avatar
The Boss
Coordenador
Coordenador

Masculino
Áries Número de Mensagens : 201
Idade : 26
País : Brasil
Emprego/lazer : Estudante - Anime - Mangá
Hobbies: : Assistir episódios
Humor Atual: :
Personagem preferido: : Ikki de Fênix - Kagaho de Benu - Shion de Áries -El Cid de Capricórnio - Manigold de Câncer - Aspros de Gêmeos
Warning Level: :
0 / 1000 / 100


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum